A incompletude do simbólico na filosofia e na psicanálise

A incompletude do simbólico: De René Descartes a Jacques Lacan

 

Por Cristiane Trindade

 

Guy Le Gaufey é psicanalista e exerce sua profissão em Paris; é também cofundador da revista Littoral, membro da École Lacanienne de Psychanalyse e autor de mais de dez livros sobre o assunto. A incompletude do simbólico explora os campos da filosofia da lógica e da psicanálise para refletir justamente sobre o problema da incompletude do simbólico, ou seja, o fato de que o simbólico não é capaz de cifrar completamente o mundo que nos rodeia.

Nesse percurso, Descartes, Leibniz, Frege e Russell são trazidos à discussão para que Le Gaufey exponha de que maneira, depois desses autores, foi possível chegar à conclusão de que a ordem simbólica deve ser considerada incompleta. O autor afirma que, após essa constatação, abriu-se um vasto campo de pesquisas em filosofia da lógica interessado em pensar o tema, no qual se inserem, por exemplo, David Hilbert e Kurt Gödel.

Mas não é apenas no campo lógico-filosófico que o autor pretende pensar a questão da incompletude do simbólico. Na terceira e na quarta parte do livro, intituladas “O simbólico furado” e “O estofo do sujeito”, respectivamente, o autor propõe uma reflexão sobre como esse problema foi investigado também pela psicanálise, a partir dos trabalhos de Freud e de Lacan.

Não é a genealogia, mas justamente a convergência desses campos muito diferentes para essa mesma reflexão que, segundo o autor, motiva sua investigação. O psicanalista e tradutor do livro, Paulo Sérgio de Souza Jr., assim resume a relevância da obra para estudos nos campos da filosofia da lógica e da psicanálise:

 

A obra é importante por reunir um aparato teórico robusto em torno dessa questão da incompletude, reunindo num só lugar para o leitor uma série de conteúdos que são muito mobilizados sobretudo pelos lacanianos, mas quase sempre de forma difusa. E, na outra via, é um trabalho importante para a filosofia porque, a partir da entrada que o autor faz na lógica, constrói uma entrada para a leitura de Freud e Lacan.

 

O livro de Le Gaufey foi publicado pela primeira vez em português pela Editora da Unicamp em 2018. Nesta edição, o tradutor apresenta nas notas de rodapé os trechos originais dos clássicos utilizados pelo autor, o que auxilia ainda mais o leitor em seu contato com a obra.

 

A incompletude do simbólico: De René Descartes a Jacques LacanA incompletude do simbólico: De René Descartes a Jacques Lacan

Autor: Guy Le Gaufey

Tradutor: Paulo Sérgio de Souza Jr.

ISBN: 978-85-268-1392-2

Edição: 1a

Ano: 2018

Páginas: 312

Dimensões: 14 x 21 cm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s