Drops de leitura: O vazio e a beleza

Esse Drops é sobre o livro O vazio e a beleza – De Van Gogh a Rilke: Como o Ocidente encontrou o Japão, de Giorgio Sica.

Entre o final do século XIX e o início do XX, o encontro do mundo ocidental com o Japão talvez tenha sido um evento pouco chamativo, mas foi certamente determinante no processo de formação de uma nova consciência estética. A descoberta do refinado universo artístico japonês fascinou profundamente os maiores artistas e escritores europeus e americanos, num movimento que, nascido na Paris da segunda metade do século XIX, incluía, entre outros, pintores do calibre de Van Gogh, Monet, Toulouse-Lautrec, Degas e poetas como Mallarmé, Wilde, Pound, Ungaretti e Rilke. O vazio e a beleza propõe pela primeira vez uma clara visão desse complexo fenômeno, introduzindo os leitores não especializados na poética proveniente do Sol Nascente.

Giorgio Sica obteve o título de doutor na área de Filologia Moderna na Universidade Federico II, de Nápoles (2010), e é pesquisador em Crítica Literária e em Literatura Comparada na Universidade de Salerno. Foi professor visitante na Universidade de Barcelona (Espanha), na Universidade da Califórnia (EUA), na UniRio, na Universidade Federal do Rio de Janeiro e na Universidade Estadual Paulista (Unesp/Assis). É autor de duas monografias e de numerosos artigos publicados em revistas italianas e de outros países. Foi tradutor da edição italiana do Livro sobre nada do poeta Manoel de Barros (Oedipus, 2014).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s