Uma abordagem multidisciplinar dos efeitos da mudanças climáticas

Por: Luís Fernando M. Costa

Na última década, o Brasil tem conhecido os chamados “eventos do século”: situações climáticas extremas com consequências na economia e no ecossistema. Na seca do Nordeste de 2014-2015, por exemplo, calculou-se uma perda de US$ 5 bilhões. Devido a esse quadro atual de mudanças climáticas, grupos de pesquisa têm se dedicado ao estudo dessas alterações e de formas de nos adaptarmos a elas.

Nesse sentido, o Grupo de Pesquisa em Mudanças Climáticas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) publicou, junto à Editora da Unicamp, o livro Planejamento da produção de cana-de-açúcar no contexto das mudanças climáticas globais. Além de contribuir para a produção científica, a obra serve como incentivo a futuros grupos de pesquisa que valorizem o estudo multi e interdisciplinar, além da divulgação científica.

Organizado pelo engenheiro agrícola Jurandir Zullo Junior, pelo economista André Tosi Furtado e pela linguista Claudia Castellanos Pfeiffer, esse livro resulta de um projeto temático chamado AlcScens, sigla para “Geração de cenários de produção de álcool como apoio para a formulação de políticas públicas aplicadas à adaptação do setor sucroalcooleiro nacional às mudanças climáticas”. O desenvolvimento do projeto teve como base o diálogo entre diversos institutos da Unicamp e entre diversas instituições nacionais e internacionais, numa ampla parceria. Porém, a sua singularidade encontra-se, principalmente, na integração de diversas áreas de conhecimento.

Ao olharmos para o eixo temático, percebemos cinco grandes temas que englobam a heterogeneidade dos artigos, mas que procuram apresentar, ao invés de trabalhos desconectados, diversas formas de se aproximar do mesmo tema.

Os cinco grandes temas, grosso modo, podem ser resumidos em: divulgação científica, impactos das mudanças climáticas na agricultura, a conjuntura socioeconômica do setor sucroenergético brasileiro, a inovação para adaptação às mudanças climáticas, e a geração de cenários de impactos.

O primeiro tema, divulgação científica, é uma preocupação clara do livro, que consegue ser, em si mesmo, acessível. Dessa forma, os autores escapam da linguagem científica árida e explicam todo o contexto em discussão de modo didático. Já a segunda temática apresenta diversos modelos a serem utilizados na previsão de safras de cana-de-açúcar, dada a sensibilidade da produção a alterações climáticas e considerando a sua importância para o país.

A partir do terceiro tema, ingressamos na produção sucroalcooleira através de uma perspectiva socioeconômica. Observamos a dinâmica dos diversos mercados que a envolvem e reconhecemos as problemáticas por trás da expansão espacial dessa produção e das dinâmicas demográficas subjacentes. No quarto tema, através de uma visão biológica, discutimos as possibilidades de adaptação das espécies de cana em distintos cenários climáticos. O foco é na variabilidade genética e na inovação tecnológica trazida pelo melhoramento genético.

Por último, o quinto tema discute a importância da geração de cenários futuros alternativos para o planejamento estratégico. A ideia principal é servir de auxílio às políticas públicas.

 As mudanças climáticas não interferem apenas no nosso cotidiano direto, mas geram alterações que podem comprometer nossa segurança alimentar, hídrica e energética. A fim de nos adaptarmos ao possíveis cenários futuros, devemos participar, como sociedade, das discussões científicas em torno do tema. Para isso, as instituições científicas e governamentais devem oferecer à população subsídios e conhecimentos que auxiliem nesse debate. Com essa preocupação, o livro Planejamento da produção de cana-de-açúcar no contexto das mudanças climáticas globais nos introduz às diversas facetas do tema.

Sua importância, portanto, como reconhece Eduardo Delgago Assad, pesquisador da Embrapa, no prefácio: “Sem dúvida, além de conter resultados relevantes destinados ao planejamento e desenvolvimento do setor sucroenergético nacional, o livro é um exemplo de como pode ser organizada uma rede de pesquisas multi e interdisciplinar em torno de um tema de grande relevância e interesse social e nacional, capaz de gerar conhecimento inovador, formar recursos humanos de alta qualidade e relacionar-se com a sociedade”.

___

Planejamento da produção de cana-de-açúcar no contexto das mudanças climáticas globais
Organizador: Jurandir Zullo Junior, Claudia Castellanos Pfeiffer e André Tosi Furtado
Edição: 1ª
Ano: 2016
Páginas: 392

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s