Espiritual. Espirituosa. Tudo nela é paradoxo

Por Thaissa Ribeiro

 

A poeta Emily Dickinson nasceu em 1830 no estado de Massachusetts, EUA. Cresceu e morreu na mesma cidade. Sua biografia não é repleta de viagens ou amores, por isso muitos estudiosos a interpretam como uma grande reclusa. Sua poesia é de ímpar profundidade e abrangência.

Com um conteúdo que expressa a singularidade de sua poesia, a segunda edição do livro Não sou ninguém, publicada pela editora da Unicamp, contém poemas selecionados e traduzidos por Augusto de Campos, um dos maiores nomes da poesia concreta brasileira.

A obra apresenta poemas curtos, reflexivos que abordam assuntos diversos como: fama, literatura, vida e morte, um “micro e macrocosmo compactados em aforismos poéticos” de acordo com o tradutor. Veja mais em: https://goo.gl/pC8ENz.

 

não sou ninguém

 

Emily Dickinson: Não sou ninguém

Autor: Emily Dickinson
Tradutor: Augusto de Campos

ISBN: 978-85-268-1298-7

Reimpressão: 1ª – 2017

Edição: 2ª

Ano: 2015

Páginas: 192

Dimensões: 14×21

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s